CONGRESSO INTERNACIONAL - O BARRANQUENHO: ponte entre línguas e culturas, passado, presente e futuro

 

Finalizado que foi o Congresso Internacional sobre o Barranquenho,

cremos que foram superadas as expetativas da organização. É nossa intenção continuar a trabalhar juntos com especialistas da Língua para podermos chegar a um público mais alargado por forma a informar e motivar a comunidade barranquenha. 

 

Em conjunto com a organização e o apoio da Cátedra em Património Imaterial da UNESCO, com sede na Universidade de Évora/CIDEHUS-EU/FCT, iremos dar os seguintes passos:

 

1-     Efetuar a publicação dos textos dos participantes no Congresso em forma de livro.

 

2-     É nossa intenção a curto prazo, uma reunião com todas as instituições envolvidas no Congresso (Direção Regional da Cultura do Alentejo, Universidade de Évora/CIDEHUS-UÉ/FCT e Cátedra de Património Imaterial da UNESCO, Universidade Cumpletense de Madrid, Centro de Linguística da Universidade de Lisboa, CIDLes, FRONTESPO), no sentido de elaborar/celebrar um protocolo por forma a existir uma coordenação das atividades, evitando assim as sobreposições.

 

3-     Preparar a candidatura para incluir o barranquenho na “Matriz de Património Cultural Imaterial”.

 

4-     Dinamizar, no âmbito da comunidade local, eventualmente com apoio científico, a recolha de elementos e/ou documentos sobre a língua, para implementação do “Arquivo Local”, para que fique o registo/memória do barranquenho no seu uso diário.

 

5-      Institucionalização a curto prazo, segundo modelo organizativo a estudar de uma comissão para “tutelar” tudo quanto se refira à Língua e Cultura Barranquenha.

 

Queremos felicitar organização (Profª Doutora, María Victoria Navas Sánchez-Élez (Universidad Complutense de Madrid e Centro de Linguística da Universidade de Lisboa), Prof.ª Doutora, Maria Filomena Gonçalves (Universidade de Évora e CIDEHUS-UÉ/FCT), Dr.º Victor Correia (Universidade de Évora/CIDEHUS-UÉ/FCT) e Unidade da Ação Sociocultural da Câmara Municipal de Barrancos pelo trabalho efetuado, e que conduziu ao estrondoso êxito que foi o Congresso, motivação que nos leva a prosseguir na valorização do nosso Património Linguístico.