Ir para conteúdo
Notícias CMB
Espaços Coworking, Trabalho Híbrido e Incubação de Ideias
07 de setembro, 2022

Coworking e o teletrabalho assumem particular importância para os territórios do Interior na redução da assimetria geográfica de ofertas profissionais, democratizando as oportunidades entre as regiões de elevada densidade populacional e as de menor densidade.
O Coworking enquanto modelo de trabalho inovador pressupõe a partilha do espaço físico entre profissionais de diversas áreas, o que possibilita a partilha de ideias e conhecimentos, mantendo-se o ritmo de trabalho é, portanto, uma boa opção para o desenvolvimento de projetos em início de vida, já que permite utilizar um espaço com todas as comodidades. Este modelo possibilita, ainda, um acompanhamento do processo evolutivo de uma startup.
A possibilidade do trabalho híbrido é, também hoje, uma alternativa para as empresas e os seus colaboradores. Em essência, o trabalho híbrido é um modelo flexível que permite que uma empresa ofereça aos seus colaboradores a capacidade de trabalhar em qualquer lugar o que admite várias implicações na estrutura da organização. Esta outra forma de encarar o mundo das empresas e dos novos modelos de trabalho, poderão constituir-se como motor de repovoamento das zonas de interior, bem como proporcionar oportunidades económicas adjacentes nestas zonas do país.
Existem ainda outros exemplos que podem ser replicáveis em zonas de baixa densidade demográfica e que contam com uma população de estudantes universitários expressiva. É nas universidades onde se concentram a maior parte da investigação e onde é habitual fomentar o espírito empreendedor e é, dessas metodologias de ensino, que surgem ideias para a criação de uma empresa ou de um processo de inovação mas que necessitam contar com um espaço de trabalho e horário específicos para desenvolverem essas ideias e, possivelmente esses negócios.
Devemos ir mais além e considerarmos que a área hoje destinada unicamente à Incubadora de Empresas deva ser mais versátil, possibilitando a disponibilização de alguns dos seus espaços para que possa ser possível o funcionamento de modelos como o coworking, o trabalho híbrido e ainda a de possibilitar o desenvolvimento de incubação de ideias disponibilizando para o efeitos um espaço voltado para a troca, a conexão, a integração, cocriação, o debate.
Assim e, atendendo a que as instalações onde hoje funciona a Incubadora de Empresas tem disponibilidade de gabinetes, propõe-se uma lógica de melhor aproveitamento dos investimentos municipais a favor das empresas, empreenderores e da economia, no sentido de encontrar novas valências à incubadora e aos espaços livres, com a integração de áreas destinados a coworking, trabalho híbrido e incubação de ideias (antes mesmo de se constituírem como empresas) ou modelos equiparáveis. 

Aceda aqui para ver toda a documentação

Voltar